Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
10/jul/2013

Diploma para dentista e psicólogo também pode exigir trabalho no SUS


Por Robson Pires, em

dentistaA criação de um ciclo obrigatório de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) não deve ficar restrito ao curso de Medicina, como definido no Programa Mais Médicos, anunciado nesta segunda-feira, 8, pelo governo. O Conselho Nacional de Educação (CNE) estuda a adoção da medida para outras carreiras da área de saúde.

O plano prevê que estudantes de Odontologia, Psicologia, Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia também concluam a formação com atividades na rede pública. “Isso já vem sendo pensado”, informou nesta terça-feira o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller. Não há prazo para a conclusão da análise, que começou antes mesmo dos estudos sobre o caso da Medicina.


1 Comentário

  1. A atitude do governo Dilma com o “Programa Mais Médico” é no mínimo uma ação desesperadora; Plano apresentado em meio ao clamor da população nas ruas é de atender mais a expectativa do governo tentar se recuperar da queda livre que teve nas pesquisas do que atender aos pleitos populares. O projeto de os médicos ou qualquer profissional vir atender pelo SUS, não é novidade. O problema é que as medidas parecem com o comunismos e ações ditatoriais. Caso venha ser aprovado, é bom que os senhores deputados e senadores separem os que estudam em universidades e faculdades particulares, já que esses acadêmicos pagam pela sua formação com muito sacrifício. Que o governo venha fazer valer essa atitude somente com os que gozam do privilégio de cursar em uma universidade do governo, já que é culpa do governo não ter faculdades publicas para todos. Se os governos como um todo tivessem trabalhado com cautela durante esses últimos 15 anos, não estaríamos vendo essas desgraças em nosso país; como a pena de morte sumária executada por bandidos contra os cidadãos de forma cruel e deliberada; os doentes sendo atendidos no chão enquanto os médicos só podem esperar que tipo de atestado de óbito vai declarar aos familiares, e outras mazelas que assolam nosso Brasil. A saúde publica não precisa só de medico, precisa de estrutura. Os senhores profissionais da saúde não podem agir como os curandeiros indígenas nos tempos do Brasil Colônia, que tentavam espantar os maus espíritos com rituais e receitar medicação por dedução. Precisamos de exames que diagnostique as enfermidades, de leitos hospitalares, de UTIs, e etc. Em fim de vergonha na cara e fazer valer o Brasil que somos.

    Laurivan de Sousa

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Quarta, 22 de Agosto de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031