Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
26/jun/2007
ás 10:15
Publicado por Robson Pires na categoria

Centro Cultural de Caicó parece um elefante branco

De acordo com o funcionário da Fundação José Augusto, Augusto Alves de Medeiros, que é lotado no Centro Cultural Adjuto Dias, de Caicó, os salários dos servidores estão atrasados há oito meses.

Por causa da falta de pagamento eles ameaçam abandonar o trabalho.

Que trabalho?

O que é mesmo que movimenta hoje o Centro Cultural de Caicó?

Mas parece um elefante branco. Não tem quase que nenhuma programação.

A direção é inoperante. Sem nenhuma criatividade. Não há incentivo para os artistas, para músicos, para os grupos teatrais, enfim, prá nada.

Hoje o Centro não tem objetivo.

A Fundação José Augusto fecha os olhos? Fecha.


4 Comentários

  1. ruben mariz disse:

    amigo robson,este centro sempre foi um elefante branco;mal construido;pois fui testemunha
    das infiltrações que existiam nele, quando fui a um evento no próprio.
    uma obra que ,nunca teve apóio das prefeituras municipais como se deveriam dar,para as necessidades culturais do municipio.fica dificil fazer milagre de uma obra ,que só foi mesmo obra.
    para estampar necessidades de mostrar força política na região ,pôr isso que caicó clama urgentemente pela uma mudança em seus gestores políticos.
    mais claramente ,pôr algo novo,com idêias novas.

  2. Não quero entrar no comentário político, pois, não sou da cidade e não conheço bem o movimento político de Caicó, nem comentários de engenharia sobre a obra. O que sei é que o Centro Cultural Adjuto Dias, devia ser mais utilizado pelos grupos teatrais da cidade, pelos músicos, e artistas diversos. São poucas as cidades interioranas que possuem um lugar como o Centro Cultural para apresentações. Ampliando a sua utilização e organização, grupos como o Retalhos de Vida e o Sagrada Face, poderão mostrar para Caicó e toda região o potencial do nordestino para a arte. Para isso, é necessário mais apoio e incentivo por parte dos governos municipal e estadual, bem como dos empresários da cidade. Ah… as escolas também são importantes, no papel de incentivar os jovens para participarem de movimentos culturais, seja como platéia ou como artista.

  3. Hudneide Vieira disse:

    Era o que eu esperava…

  4. Aquino Lins disse:

    Caro Xerife, Infelizmente não temos como não entrar no mérito político da questão, Cultura é o elemento essencial do desenvolvimento e crescimento de um povo, e, em Caicó infelizmente esse desenvolvimento e crescimento vem sendo barrado pelos grupos políticos que elegemos a cada novo pleito eleitoral, não sei se por falta de cultura deles ou pelo interesse de nos deixar sem cultura e continuar votando neles. A iniciativa privada deve deixar de lado o pensamento antiquado que ainda reina e investir mais em cultura e vamos sair do comodismo em que vivemos, onde, nos bastam praça de alimentação (feia e suja) e algumas festas de forró descaracterizado, pois, culturalmente não tem nada do nosso forró autêntico. Enfim é triste não ter cultura ou não ter cultura para não usar um espaço feito em prol da cultura.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Segunda, 23 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031