Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
24/dez/2010

A melô do Iberê: a mulher não deixou dinheiro não!


Por Robson Pires, em

A musiquinha que tomou conta dos ouvidos desde o Carnatal (vou não, posso não, minha mulher não deixa não – melô do manicaca), também tem sua versão para a política, justamente no momento em que o governador Iberê deixa o governo.

Os servidores do Estado e fornecedores, perguntam a Iberê: “Vai pagar o que deve?”. Ele diz: “Vou não, posso não, a mulher não deixou dinheiro não”.

Por Túlio Lemos

Do blog: Eita Wilma de Faria, que saudade dolorida que a senhora deixou.


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Quarta, 21 de Fevereiro de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728