Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
23/mar/2009
ás 09:48
Publicado por Robson Pires na categoria

Alunos da UFRN revoltados com direção do CERES

Os alunos da UFRN em Currais Novos estão se mobilizando para cobrar o prometido.

Eles querem que os aparelhos de ar condicionado, que já foram comprados e até apresentados, reapareçam e sejam instalados, já que ninguém agüenta mais assistir aula morrendo de calor.

Segundo a estudante do cusso de Administração, Dailla Azevêdo, quando ela ingressou na universidade, em 2007, os aparelhos já existiam.

“Durante as eleições para chefe do Departamento de Ciências Sociais e Humanas da URFN, os aparelhos, um para cada sala, foram colocados encaixotados nas salas de aula. Foi só passar a eleição, os aparelhos foram recolhidos e não se sabe onde estão armazenados”, disse a universitária.

Que foi procurar saber o motivo do sumiço, e ouviu de funcionários da UFRN que a demora na instalação dos aparelhos se dava porque a rede elétrica do prédio era muito antiga e não adequada, sendo necessário a construção de uma nova. Eis que no final do ano passado uma nova rede elétrica foi feita, e quando parecia que, finalmente, os aparelhos seriam instalados, uma nova justificativa foi apresentada: a rede foi feita de forma errada e não estaria ainda adequada para receber os aparelhos.

“Agora, com as chuvas, uma praga de borboletas, muriçocas, besouros e potós invade as salas todas as noites, infernizando alunos e professores. Mesmo à noite, faz muito calor e nós temos que optar entre ficar com tudo fechado passando calor ou abrir as janelas e ter a sala invadida por insetos”, reclama Dailla.

Casos de universitários marcados por ataques de potós na face são freqüentes.

Eles já abordaram o chefe do CERES – Centro Regional de Ensino Superior do Seridó, professor Clóvis, num dos corredores e pediram explicação.

O aluno Jesus de Miúdo, o mais atuante entre eles, cobrou do diretor mais contato com os alunos, melhor planejamento nas ações da direção, e lhe disse que o caso dos aparelhos de ar condicionado – que pelo tempo que foram comprados, já serão instalados sem a garantia do fabricante e do vendedor – é apenas mais um dos problemas.

Jesus reclama que o Campus de Currais Novos necessita de várias outras melhorias; dentre elas, melhores ferramentas de trabalho para os professores.

Do Blog de Thaisa Galvão


4 Comentários

  1. Aluno disse:

    O Ceres só vai se desenvolver depois que Clóvis e seus aliados se aposentarem, pois mesmo contrariando a maciça vontade da maioria dos alunos, sempre vence as eleições, por causa do peso do voto dos professores e funcionários que não querem mudanças para não perderem suas mordomias.

  2. Pedro Antonio ( aluno de Administração) disse:

    O problema do Campus de Currais Novos, não é só ar condicinado. As salas estão superlotadas. Não tem sala de professores. A iluninação que foi feita é imprópria, pois junta muita boborleta. As coisas são feitas de gambiarras. Com tanto dinheiro, que Lula manda para Ensino Supeior. Esse Clóvis, pelo menos, eu já viu uma vez nesses dois anos que eu estudo. O Reitor, nunca apareceu. Isso é um descaso total….

  3. José Renato Araujo. disse:

    Precisa tambem ser feito urgentemente, uma fiscalizaçao na consessão de diarias do ceres. Está demais.

  4. TUDO OU NADA disse:

    À quem interessa uma elite pensante?
    Que vai destruir com suas idéias a elite dominante?
    Pensem nisso… pensem somente.
    Ou padeçam chorando sobre o leite derramado, no velório da bezerra morta, no que nunca foi nem será, no tudo no nada… em vão.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Quinta, 19 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031