Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
06/jul/2008

Cemitério de remédios localizado no município de Acarí


Por Robson Pires, em

O Blog do Xerife da Cidade ficou bastante curioso com uma matéria publicada pelo blogueiro Chagas Silva (veja link ao lado) que trata de um “cemitério de remédios? encontrado na comunidade Ingá que fica no município de Acarí.

O tal cemitério fica na saída de Acarí como quem segue com destino a Jardim do Seridó.

Um verdadeiro desperdício. Quem jogou fora tanto medicamento que poderia ter ajudado a pessoas carentes?

Os medicamentos foram produzidos pelo laboratório FURP, sigla que significa Fundação Para o Remédio Popular. Também no rótulo das sacolas dos remédios tinha o nome Ministério da Saúde.

Pressupõe-se que o laboratório tem alguma ligação com o governo e que os medicamentos poderiam ser distribuídos em postos de saúde.

De Acarí? Não se sabe. De onde então? Como foram parar ali?

Isso se constitui crime contra o patrimônio público e crime contra o meio ambiente.

Remédio comprado com o dinheiro do povo e que serviria para o povo. Deveria sim ser aberta uma investigação por parte do Ministério Público.

Com a palavra as autoridades municipais…


5 Comentários

  1. H?GIA ( a Deusa) disse:

    É necessário saber se os referidos medicamentos estavam dentro do prazo de validade, Robson. Caso estejam vencidos verificar os danos ao meio ambiente, se o lugar é adequado para tal fim etc…e uma pergunta por que não foram usados quando tinha o prazo de validade em dia? Aí é outra coisa!

  2. Isso é muito perigoso. Deve ser responsabilizada a pessoa que fez isso. Medicamento de acordo com a dosagem pode matar e principalmente exposto desse jeito. Deve haver um órgão, talvez a COVISA que oriente como fazer esse procedimento.

  3. Fátima Santos disse:

    Que absurdo, gente!!!!!!!!!!
    Onde estão as autoridades da área de saúde deste município?
    Se estão vencidos, é irresponsabilidade, pois se não precisou ser usado, (graças a Deus o povo não ficou doente, no período), então devolvessem ao almoxarifado para destinar-se a outro município onde houvesse necessidade desses medicamentos.
    Cuidado, também com esta exposição, medicamentos não pode ser jogado assim, deve ter um destino adequado.

  4. T? TOM BOM disse:

    Robson Pires; você sabia q esses rémedios jogados, abandonados alheios, isso foi de outra cidade??? Procure saber meu querido pois isso já são coisas de política… E quanto a autoridades da cidade isso aqui não falta e não é a toa que tem até profeta querendo ser coisa demais.

  5. Mateus disse:

    Mesmo que os remédios estivessem vencidos, só Deus sabe dos danos irreparáveis que poderiam trazer ao solo onde foi jogado, até onde alcançou (se houve) alguma contaminação, e nem o efeito do mesmo. Se passaram da validade, deveriam ser devolvidos ao Ministério da Saúde, ou ao órgão responsável pela sua distribuição. E quanto ao último comentário (T? TOM BOM), com respeito as autoridades locais, faço uma pequena analogia, “Se eu tenho autoridade sobre minha casa, não deixo que ninguém jogue lixo no meu quintal?, e sendo os remédios advindos do Município de Acari, ou não, espero que o Ministério Público tome as devidas providências, punindo os culpados, SEJA QUEM FOR !!!!!!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 18 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930