Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
18/out/2008
ás 23:10
Publicado por Robson Pires na categoria

De olho na poluição do Rio Piranhas

Prezado Jornalista Robson Pires,

Na próxima quarta-feira ( dia 22.20.08)  acontecerá em João Pessoa,  capital do estado da Paraíba,  a 6º reunião  do Grupo de Apoio técnico à Diretoria para instalação do Comitê da Bacia Hidrográfica(CBH) do Rio Piranhas-Açu, envolvendo o estado da PB e RN .

A citada reunião tem início as 9h:00 e termino previsto para  17h:00, com  a seguinte pauta:

1.      Apresentação do Grupo de Apoio técnico, discussão e aprovação da proposta de conteúdos para o material de divulgação/informação a ser utilizado no processo de mobilização para instalação do CBH Piranhas-Açu;

2.      Informações sobre o mapeamento organizacional e institucional na área de abrangência da bacia;

3.      Discussão da proposta de Comitê Único nos Conselhos Estaduais (PB e RN);

4.      Outros assuntos.

Informo que a UNESCO deu o aval para a contratação da ADESE, como entidade responsável para o processo de mobilização social com vista a realização das eleições e implantação definitiva do comitê da bacia hidrográfica do Piranhas- Açu, envolvendo o RN e PB.

A reunião contará com representantes do governo federal, governo do RN e PB,  sociedade civil, usuários de água e irrigantes. 

Estarei na reunião na qualidade de representante da sociedade civil do RN, fortalecendo a concepção de que água é um patrimônio da humanidade, não é mercadoria, e nem pode ser privatizada. Sua gestão deve ser de Caráter público, com controle e participação social, servindo em qualquer situação para atender em primeiro lugar o consumo humano, a necessidade animal e posteriormente o processo produtivo para atender a segurança e soberania alimentar do povo seridoense, norteriograndense  e brasileiro.

No tocante ao processo produtivo defendo que o comitê da bacia hidrográfica do piranahas-açu priorize a água para os agricultores familiares com práticas agroecologica, sem cobrança de taxas pelo seu uso.  . No caso do agronegócio para exportação deverá se cobrar pelo uso da água e exigir rigorosamente estudos de impacto ambiental para evitar o lançamento de agrotóxicos e adubos químicos dentro do leito do rio, além da produção de alimentos altamente contaminados.

Estamos defendendo também que os governos nos três níveis garantam recursos financeiros nos seus orçamentos para implementar em caráter de urgência uma política de saneamento ambiental em todas as cidades e nas comunidades rurais, ao longo do rio piranhas –Açu (PB e RN) para  tratar devidamente os esgotos na perspectiva do reuso da água; com também, tratamento adequado dos resíduos sólidos, com coleta seletiva, instalação de aterro sanitário e em forma de consórcio intermunicipal e ou outras formas de cooperação.

Atenciosamente,

Procópio.

Do blogue: O Rio Piranhas é poluido pelas fábricas de tecelagens de Jardim de Piranhas (RN) e São Bento (PB). Falta macho pra dizer a verdade? Tô de olho aberto, viu?


9 Comentários

  1. jp disse:

    queria saber de uma coisa onde nasce o rio piranhas e aq, pq vcs dizem q quem polui o rio somos nos, esse rio vem de bem longe, sera q nas outras cidades não tem fabricas, so em jardim não somos contra a nada q vier pra o bem do rio mas so em jardim o rio e poluido to achando q tem alquem com raiva pq jardim cresce e caico parou no tempo.

  2. galego de safira disse:

    caro robson, o que todos os caicoenses talvez nao tenham conhecimento e que nossa cidade e uma das maiores responsaveis pela poluiçao do rio piranhas por intermedio do lixao que fica a 150 metros do leito do rio serido e todos os residuos como chorome etc..vao para o rio piranhas.

  3. EU ACHO QUE DEVE SER INVESTIGADO A PROCEDENCIA DESTA POLUIÇÃO,POIS O RIO É O CARTÃO POSTAL DA CIDADE, E QUANDO CHEGAMOS A? NÃO SE PODE TOMAR BANHO, PORQUE. ? AGUA É SUJA (POLUIDA).

  4. ANA LISTA disse:

    Xerife, essa situação no pode continuar. O Rio Piranhas deve ser preservado o todo custo e, em útlimo caso, até mesmo com o fechamento das fábricas poluidoras.
    A natureza é mais importante do que os empregos e, além do mais, o governo pode arranjar uma forma de compensar os trabalhadores prejudicados.
    Ei, Xerife, a Deputada e Prefeita eleita de Natal, Srª Micarla de Souza, já esteve em Jardim do Piranhas? E Rangel, que tb é do PV e da vizinha Caicó, tem se manifestado?
    Com a palavra o PV.

  5. MERO OBSERVADOR disse:

    Xerife, eu fico aqui observando todos estes comentários, querem condenar só os pequenos fabricantes, o Governo do Estado com toda cambada deveria ter vergonha na cara, pois iniciaram um esgotamento sanitário em nossa cidade a mais de dois anos, e o que vemos é os dejetos indo direto para dentro do Rio Piranhas, porque os moradores de tanto esperarem pela conclusão da obra, fizeram as ligações clandestinas. Robson, que aval é este da UNESCO? para a contratação da ADESE, isto nada mais é do que uma verdadeira farra de diárias, aqui em nosso município, existem vários elefantes brancos, que a aludida ADESE deixou junto a projetos das assiciações. Não seja imparcial, se você não postar este comentário não vale apena, então eu diria que você tem lado como Bo… Um forte abraço.

  6. ANA LISTA disse:

    Xerife, seja o lixão às margens do Rio Seridó, como citado por Galego de Safira, seja as ligações clandestinas citadas por Mero Observador, seja as Unidades de Tecelagem, ou tudo isso junto, a verdade é que o problema deve ser solucionado a mais breve possível, sob pena de morte do rio.
    Aí, Caro Robson, sai muito mais oneroso revitalizar o rio. Veja o caso do Tietê em São Paulo. Isso pra não falar no Tâmisa, em Londres.
    Sou seu Fã, Ecológico Xerife!

  7. MANÉ DA VAZANTE disse:

    A Escola Estadual Amaro Cavalcanti desenvolve um projeto intitulado “Rio Piranhas: conhecer para integrar”, através do qual se pôde conhecer o nosso rio do nascente à foz. O problema da poluição do rio é quase geral, mas é mais agressivo em Pombal (rio Piancó, que deságua no Piranhas), Paulista, S. Bento e Jardim. Nas duas últimas, a coisa é mais grave, visto que, além da poluição doméstica, existe a contaminação por produtos químicos letais. O saneamento básico (em andamento) resolverá parte da questão dos esgotos domésticos. Mas, e as indústrias, que fim estão dando aos seus efluentes? Não é questão de perseguição aos pequenos fabricantes de Jardim, é pela sobrevivência do nosso precioso rio. Ninguém é contra emprego nem empresários, e sim a favor do Piranhas. Se Jardim agora “nada” em dinheiro, no futuro poderá não ter um rio para “nadar”. É uma questão de bom senso.

  8. Observador disse:

    Ainda bem que já se intitula “mero” observador. E realamente não passa de um mero…

  9. ANA LISTA disse:

    Parabéns, meu Caríssimo Mané da Vazante, pelo seu pertinente e bem abalizado ponto de vista.
    E parabéns também e principalment ao Nobre Xerife, por este espaço no qual são debatidos, de forma democrática, temas de grande importância para o nosso Estado, seja da ecologia, economia, política, social, cultural, etc.
    Com certeza os temas e problemas aqui tratados terão o devido encaminhamento nas esferas do poder.
    Meus mais sinceros Parabéns!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sexta, 20 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031