Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
28/mar/2009
ás 08:12
Publicado por Robson Pires na categoria

Estacionamento no centro comercial de Caicó é um problema grave

A falta de estacionamento no centro comercial de Caicó começa a se transformar num grave problema para a cidade. Caberia as autoridades municipais destinar melhor atenção sobre o assunto, principalmente da parte da Câmara Municipal de Vereadores que poderia tratar do assunto em uma audiência pública.

Falta espaço para estacionar os veículos. As áreas são ocupadas por motos e camelôs que ocupam os estacionamentos desordenadamente.

Porque não se criar uma área somente para estacionamento de motos? Porque os camêlos não desarmam suas tendas após as 14 horas? São sugestões.

Os lojistas também têm sua parcela de culpa. Privatizam os estacionamentos em frente ao seu comércio como se fossem proprietários de ruas e calçadas. É de amargar!

Mas ainda há tempo de ajeitar.


4 Comentários

  1. Intojado disse:

    Xerife, faz tempo que bati nessa tecla. Cheguei até a publicar um artigo em jornal local sobre o assunto. Você tocou em pontos interessantes, mas ainda creio que o pior problema são os comerciantes demarcando ponto com cones, escadas, carroças e tudo o mais que possa atrapalhar a fruição e rotatividade dos estacionamentos.

  2. Terezinha Dias de Araujo disse:

    Um engenheiro de trânsito do DETRAN resolve isso bem facilmente, sendo solicitado pela Câmara de Vereadores, o que seria normatizado a seguir. Aqui em Natal se resolve assim. Também é uma sugestão.

  3. Aquino Lins disse:

    1ª providência – Disponibilizar espaços adequados para camelôs e transportes alternativos. A realidade atual é vergonhosa e já conhecida por todos.

    2ª providência – Municipalizar o trânsito na cidade, criando zonas de estacionamento onde, cada zona teria seu tempo de tolerância e hora determinada para sua aplicação. Após esse tempo de tolerância seria cobrado um valor gradual (a cada período de permanência de “15 ou 30 min.” o valor a cobrar seria duplicado) promovendo a rotatividade e evitando a permanência prolongada de alguns comerciantes, que fazem questão de expor seus belos carrões na frente de seus comércios tirando a oportunidade de seus clientes.

    3º providência – A contratação através de concurso público de pessoal (os “amarelinhos”) para fiscalizar ou o mais interessante, isento e barato para o poder público, seria a contratação através de modalidade de licitação adequada de empresa para exploração digamos do “serviço”.

    Lógico que essa municipalização do trânsito seria através de lei municipal, aprovada pela câmara de vereadores e sancionada pelo prefeito, mas, a primeira providência deveria ser providênciado o mais breve possível pelo poder público municipal.

  4. RUA DO MACACO disse:

    TEREZINHA…. pois o DETRAN já mandou um(a) engenheiro(a) aqui, que percorreu a cidade por 2 dias, sugeriu mudanças e…. N A D A A C O N T E C E U ! !

    O PODER PÚBLICO TEM MEDO: quem causa problemas TAMBÉM VOTA! E TEM FAMÍLIAS NUMEROSAS, COM MUITOS VOTOS… DAÍ A SENHORA JÁ SABE, NÉ? TUDO SE AJEITA!

    O PODER PÚBLICO TAMBÉM TEM CULPA: AS REFORMAS NÃO CONCLUIDAS DO MERCADO DIMINUIU AS VAGAS NA AVENIDA SERIDÓ E CEL MARTINIANO….

    O POVO TAMBÉM: QUER ENTRAR DE CARRO ADENTRO NA LOJA, NO SUPERMERCADO, NA PADARIA E NA FARMÁCIA….NINGUÉM USA O TRANSPORTE PÚBLICO (PRECÁRIO E SUJO).

    NINGUÉM QUER ANDAR A PÉ: É SINÔNIMO DE POBREZA E OS “RICOS” DE CAICÓ TÊM VERGONHA DISSO… TSC TSC TSC….

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 21 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031