Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
18/nov/2009

Florânia: com três meses de salários atrasados, funcionários da APAMI articulam provocar o Ministério Público


Por Robson Pires, em

Em Florânia, a coisa ta feia no principal posto de saúde do município. Os funcionários da Associação de Apoio a Maternidade e a Infância de Florânia – APAMI, já somam três meses de salários somente no exercício de 2009.

Sem receber os vencimentos correspondentes aos meses de agosto, setembro e outubro, alguns dos funcionários já articulam provocar o Ministério Público em busca de respostas para o descaso que vem sendo promovido pela atual diretoria da APAMI, que tem como presidente o ex-vereador Rogério Laurentino (PDT). 

Como se isso não bastasse, a diretoria da APAMI de Florânia já enfrenta na justiça o processo de N° 139.09.000392-3 TJ/RN – Comarca de Florânia, promovido pela União Federal, para apurar suposta sonegação fiscal do FGTS e INSS que foram descontados do pagamento salarial dos funcionários da entidade, mas não foram informados ao Instituto Nacional de Seguro Social – INSS. O processo também apura suposta falsificação de certidões negativas, necessárias para recebimento de recursos junto ao Governo Federal.

Além de Rogério, já foram presidentes da APAMI seus outros dois irmãos, os ex-prefeitos Neto Laurentino e Pedro Roberto.

Vale lembrar que todos os envolvidos são irmãos do atual prefeito de Tenente Laurentino Cruz, Junior Laurentino, que está sendo investigado pela Polícia Federal, que apreendeu documentos e computadores com a realização da Operação Alto da Serra.


5 Comentários

  1. laurentino nunca mais disse:

    oxente meninão, vc não discursava em cima de um tamborete de pé no chão em frente a APAMI e berrava ao quatros ventos que jamais deixaria atrasar os salários dos funcionários da instituição que carrega o nome de sua vovozinha? mentiroso, prefeito pinóquio, vc é o maior estelionatário politíco do seridó.

  2. Ex-APAMI disse:

    Só queria saber desde quando o atual prefeito é diretor da instituição APAMI em Florânia-RN; e desde quando ele é o responsável pelo pagamento do salário dos funcionarios que lá trabalham!

  3. juquinha disse:

    Porque a oposição não quer aceitar a derrota que teve em 2008, a maternidade de Florânia, é particular, não é do município,por isso, a Prefeitura não tem a obrigação de repassar nada para a Maternidade, porque ela recebe recursos do SUS, e esse dinheiro não sabe onde é aplicado, a oposição devia se situar, eles perderam a eleição, e não querem aceitar mais uma derrota.Abraços Robson

  4. juquinha disse:

    O prefeito Pinóquio é ex-prefeito, Flávio José, que saiu devendo a Deus e o mundo, ele flávio do PT, é um mentiroso, não pagou ninguém depois da eleição, os comerciantes estão com saudades deste rapaz, que vergonha, ele va á pagar as contas que ele deixou aqui na cidade, além de tudo responde a vários processos.

  5. Florânia disse:

    A maternidade não é um posto de saúde municipal é uma instituição independente que recebe apoio municipal, os salários são pagos pela própria instituição, as contas da Apami vem de mal a pior desde a gestão de Neto Laurentino dizem que o rombo é grande. O prefeito atual não tem nada a ver com isto.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 21 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930