Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
19/mar/2009
ás 19:39
Publicado por Robson Pires na categoria

IBAMA bota moral na pescaria no açude Boqueirão de Parelhas

pescadores-de-parelhasEsteve quarta feira passada, dia 18 de Março, na Barragem Boqueirão de Parelhas, uma equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA. A visita foi decorrente de uma denúncia, feita pela Secretaria Municipal da Agricultura, Meio Ambiente e dos Recursos Naturais, pelo não cumprimento dos regulamentos da pesca no açude.

“Pescadores do Município de São João, na Paraíba, estavam desrespeitando as regras da pesca e foi necessário tomarmos atitudes para que isso não se repetisse”, explicou a Secretária Municipal da Agricultura, Meio Ambiente e dos Recursos Naturais, Zenira Bezerra da Silva. Os moradores e visitantes do local também fizeram a denúncia à rádio AM Parelhas, que divulgou a ocorrência. “A mortalidade de peixes estava causando mal cheiro e muita sujeira na beira do açude e isso estava incomodando os moradores”, disse.

Segundo Zenira, os técnicos do IBAMA vieram para uma visita educativa de orientação aos pescadores (no foto). “Os fiscais orientaram os pescadores quanto a regulamentação da pesca e citaram algumas medidas que devem ser tomadas para a continuação das atividades”, afirmou.

As delimitações feitas pelos fiscais incluíram tipo de rede, período de descanso, quantidade de peixe e rede por pescador, entre outras. “Também foi determinada a limpeza do local e a demarcação da área para garantir a reprodução dos peixes”, completou a Secretária.

No último dia 13, antes da visita do IBAMA, uma equipe composta pela Coordenadora Municipal do Meio Ambiente, pelo Presidente da Associação dos Pescadores e por policiais ambientais da Cidade, esteve na Barragem para verificar a situação.

“Não queremos criar problemas, mas a lei tem que ser cumprida. Gostaríamos que houvesse parceria, pois a consciência ambiental é muito importante”, disse a Coordenadora Municipal de Meio Ambiente, Gildete Maria da Silva Lima, durante reunião com os pescadores, ao citar as reclamações que receberam sobre peixes em estado de putrefação, o que causava o mal cheiro.

Ao saber da denúncia, os pescadores providenciaram a limpeza do local e comprometeram-se em cumprir o regulamento da pesca no açude. “Esperamos que o problema seja solucionado”, concluiu Gildete.

Nota: Só falta ao IBAMA coragem de fiscalizar a poluição do Rio Piranhas, em Jardim de Piranhas, provocada pelas fábricas de tecelagens da cidade. Isso sim!


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Domingo, 22 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031