Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
15/set/2008
ás 23:08
Publicado por Robson Pires na categoria

Jesus de Miúdo esclarece episódio da “Fábrica de Ilusão” e desmascara Silval Salomão

Caríssimo Róbson Pires,

Sou admirador do seu trabalho desde os tempos que ouvia ao lado do meu pai, diariamente pelo rádio, a sua coragem de repórter. E hoje acesso diariamente esse seu veículo de comunicação. Continuo tão fã quanto antigamente.

Mas pelo bem da verdade, da ética, do jornalismo feito com seriedade e arrimado na boa índole, gostaria de lhe pedir um espaço dentro do seu blog para uma explicação minha.

 A Fábrica a quem a coligação de Sinval Salomão se referiu, foi colocada por mim, acariense conhecido por Jesus de Miúdo. Mas eu gostaria que você desse espaço à minha narrativa sobre o fato e de como tudo aconteceu para que um esclarecimento seja feito de uma vez por todas à população de Florânia. Quem sabe, assim, eu não me livre de algumas bocas sujas que ainda teimam em pronunciar o meu nome naquele lugar? A notícia do nome da dita passeata me pegou de surpresa.

Porque inclusive ontem o próprio Sinval Salomão me ligou e eu esclareci tudo a ele, a origem da fábrica, a sua finalidade empresarial e o seu triste fim, bem como o porquê do seu fechamento que tantas aflições financeiras me trouxe. Hoje me surpreendo com a notícia que, não obstante as minhas explicações, mesmo assim ele continuou com o projeto da passeata. E porque me surpreendi? Pelo fato dele ter me prometido ontem que deixaria de falar em meu nome e na tal Fábrica de Confecções, pois ele conhecia a minha vida e sabia que eu era um homem honesto, e que apenas pensava que eu havia sido enganado por Flávio. Na verdade, Salomão, a quem não conheço pessoalmente, mas que parece me admirar bastante, dada as vezes que já falou sobre mim, questionando até com pessoas de minha família, queria que eu fosse dizer algo contra Flávio. Porém, eu lhe deixei bem claro que não aceitava a proposta. E não aceitei, caro Xerife, porque esse negócio que pregam sobre a fábrica lá em Florânia, dela ter sido aberta apenas para a política, é uma grande mentira. Fechei porque quebrei. A fábrica não foi um projeto apenas para a campanha de 2004. Eu também tinha uma fábrica em minha cidade Acari que fechei em abril de 2005, e lá em Florânia só em julho do mesmo ano. Ou seja, dois meses depois, mas deixando todos os salários pagos.

Ainda fui a São Paulo, e me reuni até com o presidente Lula na tentativa de escapar não apenas as minhas fábricas, como também as demais que estavam em dificuldades naquele tempo. Meus colegas de atividade são todos meus testemunhas. Tenho fotos desse encontro com o Presidente. Mas a minha falência foi algo extra Florânia, extra Acari. Não fechei só. Comigo fecharam também mais de 30 fábricas espalhadas por todo o RN e pedaço da Paraíba. Foi algo que veio externamente, principalmente porquê as empresas que contratavam os nossos serviços deixaram de repente de nos abastecer com trabalhos como haviam prometido, não cumprido os acordos verbais que tínhamos e também pela tendência dominadora do mercado Chinês enviando para os nossos clientes peças bem mais baratas (legitimamente com um acordo bilateral assinado entre Brasil e China em 1994, pelo então Ministro da Fazenda, o senhor Fernando Cardoso).

Salomão começou a tentar me levar para Florânia, querendo me contratar para falar na condição de empresário falido e enganado por Flávio José (PT), atual prefeito e candidato à reeleição, seu adversário, ontem mesmo, depois do meio dia, e inicialmente por intermédio de uma prima minha residente por lá.

Ele pôs uma prima minha que é candidata à vereadora pelo lado dele para tentar me convencer, eu não aceitei. Depois ele mesmo me ligou e tentou me convencer. Daí, eu disse-lhe a mesma coisa. E quando ele quis argumentar as fraquezas de Flávio como administrador eu disse que tinha sido a herança maldita que a administração passada tinha deixado para Flávio. Ele desculpou-se, minha prima depois me ligou desculpando-se também, por não saberem de fato como a coisa havia se dado no fechamento da fábrica.

Depois que expliquei toda a história para Sinval Salomão a respeito do fechamento da Fábrica, ele ainda disse que se eu mudasse de idéia, e quisesse ir à Florânia discursar contra Flávio o procurasse porque eu não perderia nada.

Ele ligou querendo me convencer, pra eu ir a Florânia mentir contra Flávio, e eu lhe disse que conhecia Flávio desde 1987, quando ia para a casa do saudoso bancário Silvino, de quando eu jogava vôlei contra Flávio, e que eu sei da responsabilidade e da ética de Flávio, de Dona Ritinha e de seu Zé Silva, pais de Flávio.

Atenciosamente,

Jesus de Miúdo.

Cell.: (84) 9962 4747

Acary do Seridó (RN).

www.acaridomeuamor.nafoto.net

Do blogue: Meu caro Jesus de Miúdo!

Obrigado! Nossa admiração é mútua. Conte sempre comigo.


6 Comentários

  1. Abiudo. disse:

    Valeu Jesus,mostre ao povo a verdade!

  2. Pedro Pereira da Silva disse:

    Caro Xerife,
    O candidato opositor em Florania não tem nada contra Jesus de Miúdo, sequer falou no nome dele em palanque.
    O que ele e a senadora Rosalba falaram para uma multidão ouvir, foi que o povo foi enganado pela atual administração que prometeu a criação de muitos empregos, com várias fábricas, que nunca chegaram. Qualquer pessoa de Forania é testemunha dessas falsas promessas.
    Hoje, com uma grande chance do prefeito não se reeleger, eles tentam falar mal de Salomão querendo reverter o quadro e colocar o empresário contra ele. Mas graças a Deus o povo está consciente e vai optar pela VERDADE e pela mudança.

    Obrigado,

    Pedro Pereira
    Florâniense Residente em Natal

  3. espacial disse:

    Pode deixar que eu vou acreditar na sua ESTÓRIA, entendeu ai, ESTÓRIA.

  4. Pedro Pereira da Silva Filho disse:

    Caro Xerife, o candidato opositor em Floriania está esquecendo de se comportar como uma oposição responsável. Não adianta mais o candidato opsitor, simplesmente divulgar suas “pérolas” denegrindo ou inventado “fatos” para poder colher alguns votos. É preciso falar a verdade. Não adianta ele dizer, como vem dizendo sempre, que o atual prefeito não fez nada, pois contra os fatos não há argumentos. Quem chega em Floraina hoje, vê que a cidade realmente mudou pra melhor. Presidentes, Governadores e Deputados sempre existiram, e no entato somente com a dignidade, honestidade, trabalho da atual administração, é que recursos chegaram ao nosso amado municipio. Sei que problemas existem, sei que há uma grande dificuldade de administrar um municipio empobrecido por pessoas que já o administram, poré seu compromisso era consigo mesmo e não com o povo. Agora sim, vemos gestores direcionados ao povo, isso incomoda muita gente. Por isso tentam de todas as formas e maneiras, com mentiras, falsidades, baixarias e outras coisas que lhes são peculiares, retomar o comanda da cidade. Graças a Deus isso não acontecerá mais.
    Obrigado,
    Pedro Pereira Filho
    Floraniense residente em Nata.

  5. boneco de olinda disse:

    A carapuça do Advogadozinho está caindo, vcs aguardem vem ai tona a verdadeira história da FESTA DO BRILHANTE.

  6. Dopôvo disse:

    Senhor Jesus de Miúdo, o povo não quer saber quem faliu, o povo quer saber só do que lhe foi prometido, quando alguém faz uma promessa, tem que fazer na certeza de cumpri-la, ter os pés no chão, saber qual é a verdadeira situação da cidade. Promessa é dívida, e quando alguém não arca com seus compromissos fica com a moral abalada.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 21 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031