Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
22/jul/2009
ás 10:59
Publicado por Robson Pires na categoria

João Maia: “Não me convence que entrevista de Gustavo Carvalho foi gratuíta”

joao-maia-todo-bacanaE ontem (21), na Câmara Municipal de Currais Novos, após ser agraciado com o título de cidadão, o deputado federal João Maia (PR) falou sobre o que achava da entrevista do deputado Gustavo Carvalho, de sua relação com a governadora Wilma de Faria e também da conversa que teve ontem com o presidente da Assembléia, deputado Robinson Faria.

Em relação a entrevista, o líder do PR comentou: “Gustavo é meu amigo. Ele não é um amador. A entrevista de Gustavo faz parte de uma estratégia. A bem da verdade ou é uma estratégia tão genial, que minha inteligência não conseguiu alcançar. Tão genial que ela é. Ou realmente ela foi um… Tremendo tiro no pé. Criou um desconforto geral. E eu não sei o que se pretendia alcançar, mas o fato é que para mim não alcançou. Agora a entrevista de Gustavo foi pensada, foi trabalhada… Gustavo é um profissional, ele não sai dando entrevista à toa não!”, respondeu.

Indagado se achava que Wilma está por trás da entrevista, mesmo ela negando, o deputado do PR respondeu: “Aí não tenho o que dizer. A candidatura de Iber é legítima, como todas as outras também são. Todo mundo está lutando. Mas eu acho que o comando da candidatura de Iberê imaginou aquela entrevista. Eu to falando… Ou ela é muito genial e eu não alcanço a genialidade… Ou ela realmente foi em um momento inadequado, causou um desconforto geral… Mas, que ela foi gratuita, isso para mim não me convence”, opinou.

Sobre a conversa com Robinson: “Deixa eu te dizer uma coisa… As coisas são assim na política: eu me encontrei com Robinson, na Feirinha de Santana (Currais Novos). Nós combinamos de tomar café para conversar, não tinha nem entrevista. Evidentemente, que o cardápio era muito generoso, muito farto, mas o assunto foi a entrevista. O que nós fizemos… Primeiro tentar entender o que foi aquilo (entrevista), que intenção, que proposta, que proposição e em segundo reafirmar o nosso compromisso de estar juntos no mesmo palanque em 2010. Eu e Robinson, que temos uma base estruturada no interior do Estado, na Grande Natal… O PR tem o prefeito de São Gonçalo, de Ceará-Mirim, de Canguaretama, além é claro do de Caicó, Campo Redondo, Venha Ver, Baraúna… Nós estamos convencidos de que precisamos estar no mesmo palanque de 2010. Essa é a conclusão. E o que pautou a reunião foi a dificuldade de entender qual foi o propósito da entrevista, pois nós não achamos que ela foi uma coisa feita ao acaso, ao vento… Ela foi pensada, planejada e com todo respeito pelo meu amigo Gustavo, mal executada”, comentou.

Ainda se entrevista deixou o deputado menos aliado da governadora ou se não mudava em nada, ele respondeu que “Gustavo tem o direito de falar. Mesmo que seja planejado, mesmo que não seja combinado com os aliados, ele tem… Como eu tenho, como Robinson tem, como Carlos Eduardo tem… Agora, realmente, a própria reação do deputado Henrique Alves… Quer dizer, uma coisa planejada sem combinar com ninguém… Eu acho que causou um desconforto imenso. Eu não sei o que ela acrescentou, o propósito que ela tinha”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Comunicação


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 21 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031