27/mar/2007

Juiz acusado de autorizar ilegalmente escutas telefônicas já trabalhou em Caicó


Por Robson Pires, em

O juiz da vara de execuções penais, de Natal, Carlos Adel, acusado de autorizar ilegalmente escutas telefônicas efetuadas por órgãos de segurança pública do estado, pediu afastamento ao Tribunal de Justiça. Mesmo assim, o processo para apurar a denúncia contra o juiz continua em andamento.

O Ministério Público denunciou que Carlos Adel concedeu de forma ilegal várias autorizações no Estado e que ele não tinha competência para permitir interceptações telefônicas.

Foi pedida a abertura de um procedimento para apurar os atos do juiz Carlos Adel na autorização das escutas.

Há suspeita – eu disse suspeita! – de que ele tenha autorizado escutas telefônicas de personalidades até de Caicó. Ele, inclusive, já foi juiz da cidade.


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 22 de Setembro de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30