Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
01/ago/2007

Juiz Henrique Baltazar dos Santos vai deixar Caicó. Boa sorte, amigo!


Por Robson Pires, em

henrique-juiz-custom.JPGTive a honra de almoçar hoje, mais uma vez, com o meu amigo e Juiz de Caicó, Henrique Baltazar Villar dos Santos.

Estudamos juntos no Colégio Diocesano Seridoense (CDS). Boa figura humana. Como Juiz é dispensável os elogios a sua atuação. Sério e competente. Como foi com os estudos desde os tempos de adolescente nos bancos do velho CDS.

Que eu saiba, nunca favoreceu ninguém, por amizade ou por circunstância qualquer, que não seja dentro da lei. Que não seja pelo senso de justiça.

Lembro-me das brigas que peguei com Henrique (permita-me a intimidade senhor Juiz) por causa das “colas? na escola. Ele, Henrique, não dava uma “cola? a nenhum colega “nem por cem e uma cocada?.

Depois de um “sorvete dançante?, aos domingos, no velho Kabana Clube de guerra, (foram muitos os “cabaços tirados a partir de lá?- Segredos guardados até hoje… KKKKK. Era namoro demais menino! Com “pinicas? e também com “moças de família?. Algumas também perderam o cabaço velho depois das festas no “sorvete?. Quem é do tempo lembra, né não? Era bom demais! KKKK…) o dia seguinte era de estudo no CDS.

Cansados, depois da farra da noite anterior, (eu e outros colegas) tínhamos que enfrentar no dia seguinte as provas de Matemática (Professor Otoni), de Física (Hélio Valle) e outros mais.

Já viu né? Não sabíamos de nada! Ressaca total. Henrique, que estudava que só a porra, sabia de tudo. Gabaritava todas. Agente insistia por uma “colinha qualquer? de Henrique. Nada. Já naquele tempo seu senso de justiça era grande. Dizia: Não dou “cola?. Passo o dia estudando para passar vocês nas provas? De jeito nenhum. É injustiça. A turma ficava uma fera.

Em compensação, quando terminava as provas, ele levava uns “cocorotes?- dos mais ousados – nos corredores do CDS. Inclusive meus. KKKKKKK.

Grande Henrique! Boa sorte. Falou-me hoje que vai deixar Caicó até Setembro. Vai atuar na comarca de Natal. Ganha uma promoção. Merecida. Boa sorte, amigo.

E desculpe a brincadeira.


4 Comentários

  1. Henrique tudo bem, agora Baltazar quase niguém sabe a origem dele ter esse nome. Certa vez fui dá uma explicação porque ele se chamava Baltazar, ele nem se quer ouviu o que eu disse! Pois é, Bilinha e a mãe dele, ambas viajaram ao Canindé de Pe. Cicero quando solteiras. Na Igreja de Canindé, a mãe dele achou muito simpático um frade que celebrava a missa naquele instante, e disse a Bilinha que no dia que se casasse, o primeiro filho teria o nome do dito e simpático frei Baltazar. Daí o felizardo Henrique Baltazar.

  2. Juju das correntes disse:

    Caro Xerife Robson. Rapaz, não precisava você, que é um cara ponderado, vangloriar-se nessa declaração chula de que tirava cabaços depois de saía das festas no Kabana Clube, nos anos 70. Isso é muito feio! Desculpe a minha crítica, mas este assunto é para se comentar, se muito, numa roda de íntimos no boteco de Ferreirinha, por exemplo. Não digo isto por mágoa de você ter papado alguma irmã minha, porque isto não aconteceu, mas é a falta de respeito com alguma gata que o elegeu para ser o primeiro, e agora, mesmo sem dar nome aos bois, ou melhor às vacas, não fica bem. Valeu, amigo?

  3. Rangel disse:

    Meu caro Geraldo, esse blog é tão bom que serve até para rememorarmos histórias há muito passadas. Em 1971 e 1972 tive o prazer de compartilhar o balcão da livraria de Basto Viola, lado a lado com BILINHA. Ela, sempre alegre e prestativa, na sua incansável luta para manter tudo limpo e arrumado, ainda encontrava tempo para, nos dias de minhas ressacas, oferecer-me, a todo instante, um copo de água gelada. Fui seu confidente e testemunha do seu medo de que os militares pudessem descobrir as conversas sobre política, sempre às escondidas, no fundo da livraria, entre seu Basto, Padre Tércio e outros assíduos frequentadores. Nesse tempo a inocência, a igenuidade e a falta de conhecimentos não permitiam que eu alcançasse o teor daquelas CONFABULAÇÕES.

  4. Agnóstico disse:

    Me responda uma pergunta xerife, tinha algum curral perto do kabana clube? se tinha, tá explicado seu comentário em relação aos “cabaços”!!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Segunda, 22 de Janeiro de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

janeiro 2018
D S T Q Q S S
« dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031