Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
30/nov/2009

Mais novela em Florânia: Ministério Público vai investigar pai de vereador


Por Robson Pires, em

O Ministério Público de Florânia, representado pelo promotor Ricardo José da Costa Lima, publicou portaria instaurando mais um inquérito civil no município.

Através da Portaria nº 061/2009-PJF, o promotor de Justiça atendeu a uma representação formulada pela vereadora Márcia Nobre (DEM), e vai averiguar o servidor Pedro Paulino Cruz, que é pai do presidente da Câmara Municipal, Geovani Pereira Cruz (PSB).

Segundo a Portaria, que usa como base a fundamentação legal no Artigo 129, III, da Constituição Federal, que trata “promover o inquérito civil e a ação civil pública, para a proteção do patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos”, o Ministério Público quer apurar o não desempenho das atividades funcionais pelo servidor Pedro Paulino Cruz, lotado na Escola Estadual Teônia Amaral, a despeito do regular recebimento de sua remuneração.

O Ministério Público solicitou a Direção da Escola Estadual Teônia Amaral, no prazo de 15 (quinze) dias, que informe qual o cargo público que o servidor Pedro Paulino Cruz ocupa no referido estabelecimento de ensino, anexando documentação comprobatória atinente à data e sua forma de ingresso no serviço público, bem como cópia do livro de ponto ou outro instrumento de controle da freqüência do referido servidor nos últimos dois anos.

Ex-vereador do município, Pedro Paulino Cruz já foi presidente da Câmara Municipal por quatro vezes, e atualmente é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Florânia.

Essa foi mais uma representação de denúncia feita no meio político de Florânia. Dessa vez, uma resposta da Vereadora Márcia Nobre ao presidente da Câmara, vereador Geovani Cruz, que a alguns dias atrás denunciou a vereadora por falta de decoro parlamentar.

A denúncia deve cair como uma bomba, e acirrar os ânimos políticos no município.


7 Comentários

  1. Floraniense disse:

    Rapaz então vai ficar dificil, eu fiz o ensino médio em 1988 sabia que ele professor lotado no T. Amaral, mas nunca soube que dava aula por lá.

  2. João silva disse:

    Se essa moda pegar, tem que investigar em são vicente tambem, porque tem várias pessoas que não trabalham, mas recebem seus vencimentos todos os meses. Há pessoas morando até em natal.

  3. Floraniense disse:

    Mecheram com Pedro do Saco, vai ter troco!!!

  4. coitado disse:

    o bichinho vai tomar banho. onde mesmo.

  5. toni bonbinha disse:

    Eu disse a geovani não catuque o cão com vara curta que você se dar mal, veja que vacê tem rabo de palha e pode se queimar, não quis me ouvir olhe ai o que deu!!!!!!!

  6. juquinha disse:

    Eita nós, não tem jeito pra o G5, agora é o pai que nunca deu expediente na Escola Estadual Teônia Amaral, que vergonha Geovani, e agora como é que você vai explicar essa BOMBA, ao povo, que o pai nunca deu um dia de trabalho, lotado a mais de 20 anos na Escola.Isso o povo já sabe há muitotempo, e agora senhor GEOVANI.

  7. Coitado. disse:

    Se fosse só Pedro que não dar expediente na escola era bom, mas tem um monte de funcionários que não trabalham e todos os meses recebem seus salário intergral, isso a população não sabe!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 21 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930