Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
03/dez/2010

Missas de 30º dia serão celebradas pelo ex-radialista da Rádio Rural Moacir Dantas


Por Robson Pires, em

Prezado Robson,

Tendo em vista a proximidade do 30o dia do falecimento de papai gostaria de pedir espaço no seu blog para agradecer, em nome de nossa família, todas as manifestações de pesar que nos foram endereçadas, bem como toda a atenção que nos foi dispensada neste momento tão difícil. Aproveito a ocasião para publicar, em primeira mão, o texto que compus para o livrinho da missa de 30 dias, contando um pouco de sua história e aproveito o ensejo para reiterar o convite das missas que serão celebradas em sufrágio de sua alma:

Dia 05/12, às 06h30, na Matriz de São José, em Caicó

Dia 05/12, às 16h, na Matriz de São José, em São José do Seridó

Dia 07/12, às 19h, na Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, em Cruzeta

Sobre Moacir

Moacir Maurício Dantas nasceu no dia 11 de outubro de 1941, no Município de São José do Seridó-RN, filho de Marcos Pereira Dantas e Teresa Pereira Dantas. São seus irmãos: Maria da Paz, Teresinha, Joacir, Maria de Lourdes, Antonio (já falecido), Anita, Noberto, Suzana, Aluízia, Nilo e Magna. Aos sete anos foi morar com sua família na cidade de Cruzeta-RN, onde viveu sua meninice e adolescência. Após o serviço militar, aos 18 anos, foi convidado pelo então Bispo Diocesano de Caicó, D. Manuel Tavares, a trabalhar na instalação da Rádio Rural de Caicó, que viria a ser inaugurada em 01/05/1963. Antes dessa data, Moacir ficou trabalhando com D. Tavares como seu motorista e tornou-se para ele como um verdadeiro filho.

Contraiu primeiras núpcias com Avani Azevedo, no ano de 1963. Desse primeiro casamento nasceram três filhos: Maria das Graças, Sulivan (falecida ainda criança) e Fabrízio. Tornando-se viúvo, casou-se com Helena Azevedo dos Santos, em 09/11/1975, e desta união nasceram mais cinco filhos: Fabiane, Vivianne, Fabíola, Fabiano e Moacir Júnior. Dedicou sua vida inteira ao trabalho na Rádio Rural, sendo seu técnico desde a fundação da emissora até o dia de sua morte. Ingressou na maçonaria em 1979 e tornou-se um dos mais entusiastas maçons do Rio Grande do Norte. Era um homem discreto, honesto, amigo, justo e divertido. Homem bem quisto por toda a sociedade seridoense.

Sempre fez o bem, mas nunca apreciou os holofotes, agindo sempre nos bastidores, com zelo e amor. Seu exemplo de pai, esposo, irmão, amigo e profissional permanecerão indeléveis na memória e na vida dos que tiveram o privilégio de conhecê-lo. Ele partiu para a morada eterna de modo repentino e imprevisto, no dia 07 de novembro de 2010, dia do radialista, profissão que tanto amava, e dia também em que completava 35 anos de união civil com sua amada esposa, Helena. Não deixou, porém, nada inacabado. Foi-se em paz. Cumpriu a sua missão!

Pe. Fabiano Maurício Dantas

Um eterno devedor de seu amado pai, Moacir.


1 Comentário

  1. Pe. Fabiano disse:

    Muito obrigado por sua atenção!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 19 de Junho de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930