Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
25/mar/2007
ás 22:32
Publicado por Robson Pires na categoria

O leão pode estar de olho na turma da agiotagem

Comentário que corria solto ontem à noite na praça da alimentação em Caicó. O leão (receita federal) estaria de olho nos possíveis “agiotas? que emprestaram dinheiro a empresária caicoense do ramo de turismo, Noélia Araújo Pereira, acusada de aplicar um golpe de R$ 2 milhões de reais em seus clientes.

Comentava-se que somente a um figurão de Caicó o débito de Noélia seria de R$ 170 mil reais. Mas, que a esta mesma pessoa já chegou a dever R$ 400 mil reais, tamanha era a carga de juros exorbitantes.

Perguntavam também se o “agiota? teria coragem de cobrar a Noélia, caso ela apareça.

Outro comentário: Tem gente garantido que se Noélia aparecer irá testemunhar a seu favor. Ou seja, provar que o “agiota? cobrava juros exorbitantes e que também tinha sido vítima do figurão.

Já tem “agiota? que emprestou dinheiro a Noélia dizendo que nem a conhece. Com medo do Leão. “Agiotagem? é crime previsto por lei.

Contou-me um primo de Noélia que ela não estava certa. Que não tinha essa intenção. Mas, os juros foram tão altos que ela quebrou.

Noélia teve a prisão preventiva decretada e é procurada pela Interpol – A polícia internacional..


1 Comentário

  1. Fernando Araujo disse:

    Sou um trabalhador, e também sou Caicoense. Todos os meses vejo em meu Comprovante de Recebimento de Salário, uma parcela substancial dos meus proventos sendo recolhida para pagamento de Imposto de Renda. Então fico indignado quando leio tamanho absurdo como esse dessa empresária do turismo e seus colaboradores (agiotas), que são tão corruptos quanto ela, ficarem impunes diante de tanto descaso com as leis que regem a nossa sociedade e nosso País como um todo. Nós trabalhadores honestos, somos obrigados a recolher Imposto de Renda antecipado, enquanto esses corruptos ficam aí, brincando com dinheiro, que não se sabe de onde saiu e sua origem verdadeira, porque muitos colocam uma profissão autônoma como linha de frente, para poder transitar livremente da maneira que lhes convier; e mesmo que esse dinheiro tenha sido fruto do trabalho autônomo, eu pergunto: SER? QUE FORAM RECOLHIDOS OS DEVIDOS IMPOSTOS À RECEITA FEDERAL? DUVIDO, com certeza NÃO. E como li no comentário acima, será que essa pessoa dos R$ 170.000,00 que já teve R$ 400.000,00 na mão da empresária, declarou todo esse dinheiro a Receita Federal? Resposta óbvia, lógico que NÃO. E esses factorings são legais, ou seja, estão de acordo com os Atos Administrativos Normativos, da Receita Federal e do Banco Central? Porque de outra forma, constituem Crime contra o Sistema Financeiro Nacional, contravenção penal, fraude, prática heterodoxa do uso do dinheiro e fazem parte do mercado marginal de capitais. Em resumo, a empresária deve responder por seus atos ilícitos, tanto quanto os seus colaboradores (agiotas), corruptos e gananciosos aos quais eu chamo de figurinhas carimbadas da sociedade Caicoense, que não merece ter uma empresária e tais figurinhas fazendo parte dela, enquanto a maioria dos Caicoenses se esforçam para serem reconhecidos como um povo honesto e forte, que enfrentam as adversidades econômicas e climáticas do nosso sertão Seridoense.
    Outrossim, quero agradecer ao Robson Pires, por este blog, que vem prestando relevantes serviços de informações a Caicó e região, permitindo que o nosso povo possa se defender de tantos ataques que vêm denegrindo o bom nome da nossa cidade.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Segunda, 23 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031