Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
05/nov/2009

PSB e PT devem colar imagem de “antilula” em Garibaldi Filho


Por Robson Pires, em

lula e gari abraço de tamanduáOs partidos da base do presidente Lula no Rio Grande do Norte – em especial o PSB, PT e PCdoB – já estudam a possibilidade de colar a imagem de “antilula” no senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), que recentemente deixou clara sua intenção de votar na senadora Rosalba Ciarlini (DEM) para o Governo do Estado em 2010. Interlocutores do deputado Henrique Eduardo Alves, aliado ao Palácio do Planalto, e do próprio Garibaldi teriam alertado o peemedebista sobre o risco de assumir uma postura oposicionista perante o Palácio do Planalto.

Se for mantida a decisão de Garibaldi Filho de apoio a Rosalba Ciarlini, os aliados de Lula no Estado pretendem equiparar o senador do PMDB à condição política do senador José Agripino Maia, líder do DEM no Senado Federal e considerado um dos maiores adversários do presidente da República.

Uma fonte do PT em Brasília informou que o presidente Lula recebeu muito mal o posicionamento do senador Garibaldi Filho, que, em conversa recente no gabinete presidencial, externou sua intenção de votar na candidata do DEM ao governo. “Foi um constragimento para o presidente da República e para o deputado Henrique Eduardo Alves, presidente estadual do PMDB e líder do partido na Câmara dos Deputados”, confidenciou o político.

O constrangimento poderia ter sido evitado, pelo menos por ora. Segundo informou o deputado Walter Alves (PMDB), filho de Garibaldi, o senador peemedebista teria pedido a Henrique Eduardo para adiar a conversa com o presidente da República. Mas Henrique teria insistido na esperança de o presidente Lula convencer Garibaldi a aceitar a união da base governista no Rio Grande do Norte e também no plano nacional em favor da presidenciável Dilma Rousseff (Casa Civil). Ledo engano. Garibaldi antecipou a Henrique o que iria dizer a Lula, ou seja, o voto pró-Rosalba.

A ideia dos aliados de Lula é “demonizar” Garibaldi Filho durante a campanha, colocando-o como adversário das políticas sociais e econômicas do presidente Lula. De acordo com o político governista, o senador do PMDB será tratado como oposicionista nos discursos e nas ações governamentais. “Lula tem mais de 80% de aprovação no Rio Grande do Norte. Ficar contra um presidente tão popular pode ser um gol contra”, analisou o informante do Planalto.

O PT, que nunca votou em Garibaldi Filho, ainda nutre esperanças de que o senador do PMDB volte atrás na decisão de apoio à candidatura do DEM. Mas sente que Garibaldi está determinado a apoiar Rosalba Ciarlini e a ficar longe da governadora Wilma de Faria.

Na campanha eleitoral de 2008, o presidente Lula declarou que fará tudo para derrotar o senador José Agripino Maia nas eleições do próximo ano por considerá-lo um “adversário duro” às ações do seu governo.

Nominuto.com


1 Comentário

  1. Intojado disse:

    Em 2008 Lula só participou ativamente de 3 campanhas: São Bernardo do Campo, São Paulo e Natal. Perdeu em 2. Disse que derrotaria Micarla e tal… Quem é a prefeita de Natal? Lula ter aprovação popular é fato, o problema é tranferir votos para os seus. É só dar uma olhada nos números das pesquisas para presidente e ver que a guerrilheir, digo, Ministra Dilma, pena para se manter em 3°. Além do mais, falta um ano ainda… talvez dê tempo para boa parte desses 80% acordarem e perceberem que o desgoverno Lula não passa de um engodo.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sexta, 24 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930