Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
10/jun/2008

Silvana de “Gentil” envia comentário ao Blog


Por Robson Pires, em

Oi Robson,

Agradeço sua mensagem, para nós está sendo muito difícil. Como descrever a dor que se instala no peito quando perdemos alguém tão especial? Impossível.

Sempre temi este momento. Temia perdê-lo, temia a fraqueza causada pela perda, a saudade, a falta da presença, não poder mais ver, tocar, cheirar e sentir seu cheiro e ouvir sua voz.

Meus avós batizaram-no com um nome puro. Poderia ter tido sobrenomes tradicionais da região seridoense, porém eles antevendo o que seria aquele filho chamaram-no de simplesmente Gentil Homem, pois de fato já era um filho, e assim completaram seu nome, Gentil Homem Filho.

Durante seus 79 anos de vida aqueles muitos amigos que puderam conosco da família compartilhar sua presença, testemunharam o quanto era gentil.

Diante das adversidades que se apresentaram e especialmente, ultimamente, durante os cinco meses e dezenoves dias com os quais conviveu com sua doença, mostrou-se e agiu como um grande homem.

Foi íntegro, honesto, bondoso, tudo que se espera de uma boa pessoa. Para minhas irmãs, Soraya e Sheyla e para mim, ele foi muito mais além. Era também amoroso, carinhoso, presente (em todos os sentidos da palavra), enfim, TUDO.

Assim, para nós, ele como intuitivamente seus pais o chamaram, foi, é e será, ontem, hoje e para sempre nosso amado Gentil Homem Pai.

Para mamãe ficarão suas lembranças, o seu companheirismo e o seu amor, legados que nada nem ninguém, nem mesmo o tempo, nos tirarão. Quanta saudade!

Que Deus e Sant’Ana nos dê muita fé e força neste momento. Muito obrigada.

Do Blog: Minha amiga,

De longo tempo vem a nossa amizade. Ainda guardo muitas lembranças da nossa turma do CDS. Mas, para mim você foi especial. Amiga e sempre pronta para ajudar. Humildade, talvez tenha sido a mais forte herança que herdaste do teu pai. Cativar amizades é com você. Eis o diferencial.

Como você eu já perdi o meu pai. Para nós, fica o conforto na frase imortalizada por Drumond de Andrade:

“Os filhos não nasceram para morrer antes dos pais” .

Aonde eles estiverem estarão pensando exatamente desta maneira.

Um abraço e Deus te proteja.


5 Comentários

  1. João Maria Cavalcanti disse:

    Minhas amigas: Silvana, Soraya e Sheyla,

    Que Deus conforte o coração de vocês e dê forças para superar este momento de tanta dor pela perda de um pai tão querido. Meu pai, José Raimundo, era um dos maiores admiradores de Dr. Gentil. Ele dizia que Deus foi muito bom com Gentil, pois lhe deu muita bondade em seu coração e essa bondade era extravasada pelo seu sorriso.

  2. Pedro Gurgel disse:

    Robson, bom dia!!
    Favor anunciar em postagem no seu blog (o mais lido do nosso Seridó) o Leilão de Sant’ana que irá ocorrer neste sábado na fazenda As Itans de propriedade de Vovô Zé de Anchiêta. Através do blog, será uma oportunidade de anunciarmos e haver participação da população nesse evento que visa arrecadar fundos para a paróquia de Nossa Senhora de Sant’Ana. Desde já agradeço.
    Pedro Gurgel

  3. vicente modesto disse:

    FESTÃO NO CÉU COM A CHEGADA DE DR. GENTIL.MAIOR QUE A FESTA DE SANTANA.

  4. É, Vicente Modesto tem razão, a chegada de um homem como Gentil no Céu, realmente é motivo para comemoração. Nunca vi ninguém, nem mesmo nas campanhas mais radicais de Caicó nos anos 60, alguém dizer qualquer coisa contra Gentil. Gentil que foi menino na Fazenda Tapuia de seu pai, o velho Til, de Saudosa memória, Gentil que tão bem foi educado pela sua mãe, dona Polisia, era um exemplo de bem viver. Convivi com Gentil e duas ocasiões, nos anos de 1961 a 1963, quando eu era aluno do então GEC, hoje CEJA e ele Diretor, depois em 1972 a 1974, quando fui professor, nunca vi Gentil falar com ninguém de forma áspera. Era realmente o que seu nome dizia, Gentil. Sempre com um sorriso estampado na face, sempre transmitindo alegria e felicidade. Fui procurar um livro de Dr. Manoel Medeiros, memé, e confirmei´. Gentil foi um dos fundadores da Casa do Estudante de Natal. Pouca gente sabe desse fato. Gentil é merecedor de uma justa homenagem de todos que estudaram no CEJA, porque não denominar o Salão de Esportes do CEJA, de “Ginásio Gentil Homem Filho”.

  5. Francisco Brito disse:

    Entendo que o maior patrimônio do ser humano é a sua memória, sua conduta correta e seus bons atos que tanto envaidece os que te ama. Belas palavras de uma filha que sofre a perda do pai, seu principal esteio, sua maior referência. Que Deus console sua dor e fortaleça, sempre, as belas memórias do seu pai. Para nós, que de alguma forma participou de sua vida! o inesquecível Dr. Gentil.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 21 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930