Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
02/jun/2008

Sobre o caso do vereador acusado de “pedofilia” em Carnaúba dos Dantas


Por Robson Pires, em

Bira Viegas

http://www.biraviegas.blogspot.com.br | biraviegas@bol.com.br | 201.18.36.93

Caro Robson Pires,

Desde o dia de ontem (01), quando me encontrava em Carnaúba dos Dantas e tomei conhecimento deste fato envolvendo o nome do presidente da Câmara Municipal daquele município o vereador Fábio Ronan, tenho acompanhado o caso através dos comentários que ouví pessoalmente, e pela notícias divulgadas pelas emissoras de rádio da nossa região e pelos diversos Blog’s que estão publicando matérias sobre à acusação que pesa sobre o edil carnaubense.

Não possuo nenhuma procuração para defender -ou acusar – o vereador.

Entretanto, acho perigoso qualquer tipo de pré-julgamento.

E necessário que à acusação imposta ao mesmo seja devidamente acompanhada pelo Conselho Tutelar do município e principalmente apurada rigorosamente pela Polícia – liberta de qualquer interferência alheia aos princípios da moral e do direito.

Em seguida, concluso o inquérito policial e encaminhado o processo ao MP, que seja dado os devidos encaminhamentos legais até à fase final do processo, e sua decisão final.

Se à Justiça o considerar inocente… que o absolva. É direito.

Porém, se essa mesma Justiça o considerar culpado… que o mesmo seja exemplarmente penalizado, com o rigor da presente lei, que tipifica este tipo de crime como “hediondo?, imputando ao culpado pena de reclusão em regime fechado a ser cunprido em unidade prisional do nosso sistema carcerário.

É dever.

Este é o meu modesto entendimento.

Um cordial abraço.

Bira Viegas

Do Blog: Meu caro Bira Viegas!

Eu não condenei ninguém. Apenas noticiei o ocorrido. Os fatos devem ser apurados a quem de direito. Foi feito um boletim de ocorrência na polícia. A acusação é grave. A justiça é quem vai resolver.

Cordial abraço!

 


2 Comentários

  1. Bira Viegas disse:

    Caro Robson Pires.
    INFELIZMENTE NÃO ME FIZ ENTENDER,
    QUANTO AFIRMEI QUE NÃO DEVEMOS EFETUAR JULGAMENTO PRECIPITADO – NÃO APENAS NESTE CASO, COMO EM TODOS OS DEMAIS CASOS QUE ENVOLVAM UMA ACUSAÇÃO CRIMINAL – NÃO ESTAVA ME REFERINDO ESPECIFICAMENTE A MATÉRIA POSTADA PELO CARO AMIGO E SIM AOS DIVERSOS COMENT?RIOS QUE ESTÃO POSTADOS EM VOSSO – E OUTROS – BLOGS.
    SUA MATÉRIA AO MEU VER EST? CORRETA. AFINAL, NOTICIOU UM FATO QUE É DE PLENO CONHECIMENTO PÚBLICO.
    CORDIAIS SAUDAÇÕES E MINHAS DESCULPAS POR NÃO ME FAZER ENTENDER, COMO ERA O MEU PENSAMENTO.
    BIRA VIEGAS
    http://www.biraviegas.blogspot.com

  2. Marcos disse:

    Perante a justiça, qq envolvimento com intercurso sexual com menor de 14 anos de idade, independente de vontade ou não, é considerado estupro. Sem dó nem piedade. O problema é q não há provas. É a palavra dela contra a dele. Se ela fizesse exame de corpo de delito na época teria uma prova. Mas hoje?? A menina e sua família vão sair desgatados e o tal vereador mangando do tempo. Ela agora vai ficar conhecida não somente na cidade mas em todo seridó?? Já pensou o trauma psicológico da criança?? Vão apontar na rua e dirão: – sabe quem é aquela??? é aquela que o vereador se envolveu, se lembra??

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sexta, 24 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930