Quem sabe de mim, sou eu!

— Robson Pires
15/jan/2008

Advogado “suja” o nome do curso de Direito


Por Robson Pires, em

Alunos do curso de Direito de uma faculdade brasileira estão revoltados com o grau de qualificação de alguns professores que ensinam na instituição.

Por isso mesmo, a imagem do curso e da própria universidade está ficando arranhada.

A qualificação dos professores deveria ser uma prioridade. Até “moral”. O que não é. O nível de ensino é considerado baixo.

É claro que existem bons mestres. É verdade. Entretanto, alguns deixam a desejar.

Inclusive, a imagem pessoal de determinado advogado, que ensina no curso, servindo de péssimo exemplo para os estudantes. Os pais de alunos já sabem do problema e estão insatisfeitos.  A direção da faculdade fecha os olhos e faz ouvido de mercador.

Há reclamação contra o tal advogado, que leciona na faculdade, que no ano passado, teve semestre em que só apareceu para ministrar duas “aulinhas? e nada mais.

Sabe por quê?

 Com vergonha de encarar os alunos por causa do desgaste “moral? a que foi submetido num passado recente.

Esse indivíduo ainda freqüenta as salas da faculdade de Direito. Uma vergonha “moral” para uma instituição de ensino que deseja ser respeitada.

Onde fica essa faculdade de Direito? Adivinhe!

Só não fica no Japão!


6 Comentários

  1. Francisco Brito disse:

    Infelizmente muitos buscam nos cursos de Direito e Medicina apenas status, quando na realidade, no meu modesto entendimento tratam-se de sacerdócios. Não é raro nos depararmos com fatos e condutas horripilantes que envolvem profissionais destas áreas, via de regra, movidos pelo sentimento mercenário do dinheiro fácil como forma de manter posições sociais fúteis. Entendo que são duas carreiras brilhantes e fascinantes, entretanto, deverão ser exercidas com a devida vocação, responsabilidade social, desprendimento, dedicação, esmero e amor pela Justiça e pela Vida. Jamais me envergonharei de ser advogado, pois, nestes 11 anos, sempre que opero o Direito em primeiríssimo lugar tenho por norte buscar a Justiça.

  2. Jeff McFly disse:

    Ahá!
    se não fica no Japão, fica no Congo! Né?

  3. Zé Brabim disse:

    Que porra de Justiça!
    O cabra já se viu fazer funcionar as coisas pra quem tem dinheiro ou influência.

    “JUSTIÇA”, só funciona como se diz, pra: PRETO, PROSTITUTA E POBRE.

    Abram os olhos, deixem o utopia, vivam a realidade!

  4. Francisco Brito disse:

    É isso aí amigos, eu até entendo e respeito o posicionamento de vocês, infelizmente, os maus políticos, os maus servidores públicos, enfim, os maus profissionais e todos os que se beneficiam destes desmandos, que tanto criticamos no dia a dia, adoram que a sociedade continue pensando assim. Ainda acredito que mais vale sonhar uma utopia, que viver sem relutar contra estes absurdos.

  5. Tamos de Olho disse:

    Justiça? Direito? Desembargadores? Juízes? Promotores?

    No Brasil quem manda e comanda, ainda, é o dinheiro. E morreu Maria Preá.

  6. zé peidão disse:

    haammmmmm
    sei não eim…….

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 21 de Novembro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930