Quem sabe de mim sou eu!
Robson Pires
06/out/2007
ás 15:41
Publicado por Robson Pires na categoria

Deputado João Maia conversou com prefeito Antonio Macaco

macaco-com-joa-e-presidente.jpgO deputado federal, João Maia, dividiu mesa com o prefeito de Jardim de Piranhas, Antonio Macaco.

Foi hoje durante o almoço de posse da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município.

Os dois conversaram longamente como se fossem velhos aliados políticos(na foto com o presidente do sindicato).

Tudo isso testemunhado por várias pessoas.

O que conversaram ainda é segredo.

Mas, certamente, teve alguma coisa a ver com a sucessão municipal do próximo ano. Será?


11 Comentários

  1. Claudio Araújo disse:

    é o acordão a vista

  2. Cascabulho do cacete disse:

    Caríssimo sheriff, Continuo acessando o seu blog pelo menos duas vezes ao dia e quero lhe confessar que só não vou abandoná-lo por puro vício. Este danado é muito mais condicionante do que o pó da coca que eu nunca cheirei. A minha revolta tem sentido na medida em que vejo a grande maioria das notícias divulgadas nos meios de comunicação do seridó, girarem em torno de políticagem barata e politiqueiros analfabetos. O pior de tudo é que esses pulhas posam de lideranças somente pela força do vil metal e embrenham-se nos meandros dos partidos políticos, sem nenhuma convicção ideológica pois não sabem nem do que se trata. Quem tem algum compromisso com a coletividade e teve a oportunidade de adquirir alguma instrução, faz questão de manter-se distante da política por medo de imiscuir-se nessa sujeira, o que não deixa de ser uma covardia, já que deveríamos marchar unidos e munidos de baldes e vassouras nas mãos, lavando o que alguns pústulas emporcalham. Enquanto isso não ocorre, só me resta lastimar pelos incontáveis e medonhos sonhos(pesadelos, trevalias e delírios) empunhando uma .50.

  3. ImóveisRN disse:

    Muito bom, gostei do blog! Parabéns

  4. procopio Lucena disse:

    Caro Robson
    Eu estava na posse do STR de Jardim de Pirahas, a qual foi muito concorrida, com aproximadamente 250 pessoas, com direito a discurso, seguido de churrasco bancado pelos trabalhadores(as).
    As fotos de João Maia tramando interesses de poder da classe dominante com seu aliado de classe e por coseguinte também aliado político, Antonio Macaco, são verdadeiras, assisti as cenas ao vivo e a cores.

    Os dois representes maiores das famílas maia e macacos, num gesto de afirmação de total controle do processo político em Jardim de Pirahas, sem medo de qualquer outra força emergente, articulvam despreocupadamente o futuro de toda uma população tomando cerveja e comendo churrasco.
    Para afirmarem a amplitude hegemonica e o total controle do poder em Jardim de Piranhas tiraram fotos com o presidente do STR – Luiz Elói de Souza(Jupinha), que alías esta muito feliz, talvés por não saber que estava sendo usado para a consolidação de um projeto de poder de classe com interesses antagonicos aos dos trabalhadores.
    Muitas outras fotos foram tiradas com populares presentes, num gesto de aprovação do acordão ou então aproveitando uma cena rara de aproximasse dos tubarões do dinheiro e do poder em Jardim.
    Alías eles só chegaram no final do evento, numa atitude de precaução aos pedidos pessoais de ajude financeiro e quase ao mesmo tempo.Me parece que havia uma programação articulada, planejada entre tais atores.Se esta conjugação de interesses forem consolidadas a expectativa de derrame de dinheiro na eleição municipal de 2008 em Jardim, ficará prorrogada para 2010.

    Penso que as divergecias anunciadas pela impresa falada e escrita não só em Jardim, como em todo Seridó, entre forças politicas tradicionais, conservadoras, caciquista e elitista não passam de falsas brigas eleitoreiras, fruticas pra mexer e animar os eleitores(as) cansados(as) das enfadunhas promesas que nunca se concretizam a favor do povo, deles com certeza. Alías eleições e votos, não basta, já está mais que provado que não resolvem os problemas do povo oprimido, explorado,machucado, pisoteado e humilhado. A chamada democracia representativa está em profunda crise, precisamos evuluir pra no mínimo exercitar a democracia direta, participativa.
    Basta de democracia eleitoral que obriga os pobres votarem nos ricos. Alías, eleições é um negocio de compra e venda de gente e votos e interesses obscuros. Eleições no brasil não é uma disputa de projetos e idéias, mas na verdade uma disputa de boatos, estruturas e poder economico, recheado com corrupção, uso da maquina pública e mentiras pra esconter as verdadeiras intençoes dos candidatos que logo se revelam após as eleições.
    Procopio.

  5. Incrédulo da Silva disse:

    Xerife!
    Esse papo de acordão em JP é pra boi dormir! Não houve nem haverá acordo entre esses dois sistemas. E se acontecesse, como ficariam os puxa-sacos de plantão, os aproveitadores e teares de tecer fuxico que existem em determinadas patotas da cidade?
    Muitos dependem e defendem esse proselitismo, que é alimentado pelos próprios políticos que não sabem viver sem uma corja de baba-ovos ao seu redor, preferencialmente balançando a cabeça a tudo que eles dizem.
    Uma aliança seria o fim para esses setores atrasados de nossa cidade. Os X9,que ficam observando quem fala de tal político para depois entregar, perderiam sua “nobre função”.
    Para muitos, uma política “civilizada” vai de encontro aos seus interesses medíocres e pequenos. Quanto mais rasteira e radical for a campanha, melhor para eles. E ainda tem pessoas de mente estreita que acreditam que a desunião dos sistemas políticos de Jardim é que traz o nosso progresso. Santa burrice!

  6. ERNESTO disse:

    AMIGO XERIFE,
    QUERO EST? VIVO PARA VER ESSE ACORDO, O QUE ME DEIXA MALUCO É O DESRESPEITO AO ELEITOR, FAZEM O QUE QUER COM ELE, ESQUECENDO QUE NÓS É QUE DETERMINAMOS UMA ELEIÇÃO, E AQUI DIANTE DO QUE EU ESCUTEI NA CIDADE VAI TER MESMO É O VOTO DE “PROTESTO”, ENTÃO VAMOS PRA FRENTE QUE ATR?S VEM GENTE…

  7. OLHO M?GICO disse:

    EI CL?UDI DE ZÉ HENRIQUE SE ORINTE, ESSE ACORDO NÃO VAI ACONTECER AQUI NÃO, BASTA O QUE VOCÊ FEZ NA ULTIMA ELEIÇÃO SEU PALHAÇO, VOCÊ PENSA QUE NÓS ESQUECEMOS, NÃO PARECE NEM QUE VOCÊ É FILHO DO GRANDE HOMEM E PROFESSOR JOSÉ HENRIQUE…

  8. Caicó disse:

    Amigo Robson, quem sabe se eles se unirem n teremos um terceiro candidato em jardim? afinal na política nada é impossível, vamos aguardar p ver, se dizem aqui por Caicó que esses “macacos” e “maias” tem muito dinheiro, mas está na hora do cidadão de bem se envergonhar desses políticos analfabetos e n idealistas que brigam apenas pelo poder e n na defesa de um ideal para melhorar a sociedade, será que sempre será assim? é preciso uma conscientização da classe baixa, é preciso educar as pessoas p que elas tenham um pouco de conhecimento e saibam escolher seus administradores através de uma auto-análise dos seus trabalhos prestados em prol da sociedade, e como diria Cristovam Buarque “depois que educarmos o Brasil a Globo perderá o poder que tem em escolher e fazer presidentes da república”, vamos pensar antes de votar, o brasileiro n agüenta tanta humilhação e desprezo por parte da classe política que só defende seus próprios objetivos e faz com que os orgão públicos sirvam de cabides para empregos dar familiáres e amigos, vamos dizer n a está vergonha e colocar no poder quem tem vontade de trabalhar pelo povo humilde deste país, estado e cidade.

  9. PEGADA DE SAC? disse:

    Seja mais educado Olho Mágico!!! respeite Claudio.

  10. Cascabulho do Cacete disse:

    Concordo com o “cascabulho do cacete” minúsculo. Mas o Velho Casca, sempre escreveu com as iniciais maiúsculas. Portanto, o texto não me pertence.

  11. Futuro do Presente disse:

    Se Procópio deixasse o cabelo crescer o colocasse um rabicol, ficaria a cara de Heloísa Helena, com seu jeito irado de falar e escrever. Vendo o texto de Procópio, percebe-se que ele escrever de um só fólego, que mesmo longo, quase que não se acaba, pela quantidade de veneno que ele acumula em seu íntimo. Inclusive há uma contradição no que ele escreve. No ínício é dito que o churrasco era bancado pelos trabalhadores. A proporção que ele avançar na escrita, numa percepção de que a ira é tão grande que nem o leu, ele fala que os políticos saqueadores do povo chegaram atrasados para não serem incomodados com pedidos de valores insignificantes. Ora, se os trabalhadores bancaram o evento, porque iriam pedir esmolas aos Maias e Macacos!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Segunda, 23 de Outubro de 2017


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter




Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031